Za studioZa studio

TRANSGENDER CENTER BRAZIL

      

 

DIRETOR TÉCNICO:

DR JOSÉ CARLOS MARTINS JÚNIOR CRMSC 18281

Prótese de Mama

O procedimento conhecido como mamoplastia de aumento ou comumente denominado como cirurgia de prótese mamária foi idealizado para aumento das mamas, tanto de uso estético como para reparações, sendo que o Brasil é o segundo país no mundo onde mais se realiza este tipo de operação.

As próteses são confeccionadas por silicone, possuem formas redondas ou ovais e diferentes tamanhos, que podem variar de 100 ml até por volta dos 600 ml, utilizados de acordo com a necessidade.

Após uma avaliação do caso, são solicitados exames pré operatórios que, se estiverem dentro da normalidade, indicam que o paciente possa ser submetido ao procedimento. São tirados fotos pré operatórias para posterior comparação dos resultados.

A internação é de 1 dia, anestesia comumente utilizada é a geral, podendo, em alguns casos selecionados, se optar pela anestesia local mais sedação ou peridural torácica, a depender da avaliação do médico anestesista. A incisão escolhida na pele pode variar desde ao longo do sulco mamário, média de 5 cm, na região peri areolar ou pela axila, sendo que a prótese pode ser colocada tanto na frente do músculo peitoral com atrás dele.


Após receber alta hospitalar, necessita-se utilizar soutien específico e se ausentar do sol por dois meses, além de manter repouso relativo e volta gradual as atividades, como trabalho (1 semana), dirigir (10 dias) e atividades físicas (1 mês).

O procedimento não traz problemas para amamentação futura nem para exames periódicos das mamas.

Com todos estes cuidados, os resultados e a satisfação que representam ao paciente são muito bons. 


A cirurgia de colocação de implantes de silicone em mamas de pacientes transgêneros (masculino/feminino) possui algumas particularidades que deverão ser observadas pelo cirurgião plástico, quando comparadas a pessoas cis , sob o risco de resultado estético indesejável, se não seguidas! 

Algumas pacientes não utilizam hormônios, outras fazem o uso destas medicações, porém a hipertrofia da glândula mamária que se deseja obter, costuma ser de pequena monta, portanto para o resultado mais natural possível, agradável, menor índice de contratura capsular, é importante  que o implante seja colocado no plano retro muscular, ou seja, abaixo do músculo peitoral. 


Nota-se também que as aréolas ficam mais centralizadas no ápice das mamas quando utilizado o plano cirúrgico retro muscular. Na via supra muscular, as aréolas tendem a ficar mais divergentes, lateralizadas.

As vias de acesso para colocação dos implantes mais utilizadas são a via do sulco mamário (maioria dos casos) ou a via axilar.

A via areolar geralmente não é utilizada, pois as aréolas costumam ter o diâmetro menor que quatro centímetros, o que não inviabiliza, mas dificulta a colocação dos implantes no plano escolhido.


Com todos estes cuidados, buscando profissionais adequados, cientes das particularidades que os pacientes transexuais possuem, dedicação da equipe médica, a atenção pela segurança de todo o processo e a harmonia estética desejada, os resultados e a satisfação que representam ao paciente, costumam ser muito bons!

Assista ao vídeo: